2 de jan de 2013

Ano novo de velhas demagogias.

A imagem foi salva do facebook (sociedade racionalista) http://www.facebook.com/sociedaderacionalista?fref=ts
Chega novo número, não se vão os velhos hábitos.
As insistentes manias coletivas, incólumes, fingem ser frescas.
"Desejo", "peço", "agradeço", e no fim continuo o mesmo, cultivando conscientemente, com muita hipocrisia, minha amnésia.
Faz-se o mal, com os mesmos atenuantes, "não sou eu quem vai mudar o mundo", mas enquanto isso o mundo muda aos pés das gentes...
Ignorar a realidade, tapar os ouvidos, olhar a carteira... antigas liberdades. A sociedade calada é produtiva?
Mais um ano, mais uma ilusão. Ilusão que pode ser matéria prima para o belo, ou para o vil, sejamos sinceros ao menos, somos iguais, só avançamos no calendário.
Nasce um novo sol? a luz é a mesma, apenas se queime sob ela.

Trabalharei mais, apenas.

4 comentários:

  1. Eh o Tempo passa... mas aquele que não está ocupado nascendo está ocupado morrendo ;-)

    "O tempo passa e nem tudo fica
    A obra inteira de uma vida
    O que se move e
    O que nunca vai se mover.."

    FELIZ ANO NOVO!!!!

    ResponderExcluir
  2. Quantas mudanças aguardamos, mas cada um em si mesmo permanece igual.
    Um texto reflexivo.
    Gostei muito.
    bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre esperando, é o que somos peritos em fazer.
      Obrigada pela leitura.

      Excluir