6 de abr de 2011

Nas últimas gotas



Dentro dos eventos, é desconserto


Busca pela verdade jogada, erros


Não há verdade maior, protesto


Visto que não somos perfeitos


Uma dor vem dentro do peito


A velha angústia dos poetas


No sonho sua ingratidão


Em minhas mãos o pó


Histórias inacabadas


Choro no silêncio


Impotente sou


Não se pede


Nem mede


Um amor.


Nenhum comentário:

Postar um comentário