19 de mar de 2013

Dias de fúria

Grite! Mais alto! Mais alto!
E assim aumenta minha calma.
Não deixo que os gritos, arma dos fracos, me desnorteiem.
Sigamos na paz da música que fica na cabeça.
Continue a me mostrar que está errado errando, inspire-me a ser melhor te aceitando.
Grite, mas não espere meu pranto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário