4 de jul de 2013

Lá vem ela, toda negra lá vem.

Estamos no escuro agora, sem sabermos ou sem assumirmos. Vemos apenas os flashes!
Não passa de uma necessidade incontida de chamar para si a atenção do sol.
Ímpetos da irascível e iminente verdade, a real e paradoxal "internética" solidão

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário