21 de abr de 2014

Eternamente atormentada

Uma vida rasgada, nada mais. O ontem com sabor de amarga eternidade, quando acabará? Retórico, jamais acabará.
Saibas que a dor e o amor são verdadeiros e, "se morre de amor?"
São dias e luas que passarão e as respostas talvez nunca chegarão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário