4 de mai de 2009

Sobre a iluminação (ou escuridão)


Guiados pelos ídolos escolhidos aleatoriamente,
por inclinação natural ou queda tendenciosa
na natureza selvagem que se tornou a humanidade
que já não existem virtuosidades, ou não houveram...
Quem pode ser a verdade absoluta, ou o quê?
Nem cabe aos mortais desprovidos de lógica procurar,
muitas vezes se perdendo em paradigmas obsoletos
os pobres mortais são conduzidos apenas à morte.
Falta de fé não é o problema, alias o excesso é que fere
Não praticaram aquilo que pregavam nem viveram.
Partilhando uma filosofia maniqueísta atordoadora,
matando a luz personificada nas diferenças, desconciliaram.
O cepticismo visto como maléfico curou muitos males reais
nem sempre disseminou a união, mas imparcialidade pondera.
Quem são os profetas?
Ah... Eles são loucos por acreditarem num livro velho.
Mas a história só vem confirmando que nada se sabe,
nada se cria a partir de convicções ilusórias.
Ainda não posso me definir abstraída de Deuses,
mas sei que nenhuma regra escrita em manuscritos alterados,
vão alterar minhas convicções, meu desejo de sermos reais.
Apenas respirar o universo, agradecer sua existência,
permear a positividade mas não a prisão a "leis" ditas sagradas,
onde nada mais existe além de mentes humanas gananciosas.

2 comentários:

  1. Cristiane, só passei pra dizer que a minha cirurgia foi de urgência, a minha vesícula estava toda comprometida, inflamada e altamente infeccionada. No meu caso, fiquei por um triz, pq a qualquer momento eu poderia ter tido septcemia. Quandoa cirurgia é programada, a pessoa sai bem em um dia. A recuperação é boa. Eu, é que me dei mais ou menos mal, fiquei uma semana no hospital e a recuperação não tá sendo fácil.De qualquer forma, boa sorte e boa recuperação. Que os deuses te auxiliem. Belo texto esse, beijo.

    ResponderExcluir
  2. oi.....

    vim dar-te

    beijinhos.

    braulio..

    ResponderExcluir