10 de jun de 2009

Desabafo real

Nos últimos tempos esse blog se tornou um meio de fuga para mim. Venho aqui, coloco minhas ideias e sentimentos e acabo me exorcizando de algumas dores.
Hoje não será diferente, pois há muito, tenho vivido em minha família uma luta grande contra a doença de meu irmão, agora parece que tudo voltou com força!
Já prometi acreditar em Deus, já tentei rezar, mas meu coração não sentiu-se confortável mesmo assim. Parece cepticismo, ou é, mas acontece que a dor não nos deixa muito centrados...
Quando fui dormir na noite passada, algo me incomodou muito, um aperto inexplicável, pela manhã ele teve explicação: Mais uma metástase!
Mas por quê? Me pergunto seriamente. Já que tantas pessoas com rancor e maldade se esbaldam em seus mundos "saudáveis" e têm livre passagem para usufruir da vida, muitas vezes fazendo o inferno na vida alheia e mesmo assim não ganham tal punição. Um jovem tão puro, tantos sonhos, passa por uma provação dessas, levando consigo uma família toda, que se descabela por vê-lo em tal situação.
Mas bem, não sou eu quem terá as respostas, já que quando se trata de vida, estamos todos próximos da morte.
Gostaria de terminar este desabafo com alguma mensagem positiva, não é meu forte, mas tentarei manifestar aqui e nos dias que se seguirão, uma fé que está ligada ao bem que existe no universo, pois nem todo o mal do mundo suplanta a vontade daqueles que se prontificam a ajudar.
Obrigada a cada dia por mais um dia, que eu possa estar passando novamente aqui com esse assunto, mas com belas notícias.

6 comentários:

  1. Não há muito o que falar...

    Coragem e força, cara!
    Energia para o seu mano!

    ResponderExcluir
  2. Ola, ontem acabei de perder uma pessoa das mais queridas. Sofreu durante um ano com câncer do estomago, pâncreas, esôfago. Durante um ano a família se mobilizou e viveu quase em função dele. Essa semana foi dureza, ele foi pro hospital e lá ficou. Chorei muito, uma dor grande, enorme. Mas ao mesmo tempo não conseguia mais vê-lo assim. Pele e osso, sem força alguma. Apenas pra sorrir e tentar consolar a família e amigos. È muito difícil, mas a gente consegue forças, pode acreditar. Um beijo enorme e que seu irmão não sofra tanto.

    ResponderExcluir
  3. força Cristiane, força! Deus es grande.

    ResponderExcluir
  4. Cristiane, desculpe em um momento tão difícil com esse falar da morte do meu cunhado(mais que um irmão). Não quis com isso tirar sua esperança-foi só um desabafo também. Nesse processo todo, a gente acaba conhecendo pessoas que se curaram de fato, que conseguiram sair disso e estão felizes por aí. Mas é que coincidiu o dia, essas coisas. Desculpe mesmo, viu. Força aí, Beijo.

    ResponderExcluir