18 de jan de 2009

De alguma coisa que sei

Quase tudo que sei foi porque busquei uma história pra contar
Mesmo o que devaneio me arrisco a contar.
Interiorizo como verdade e perpetuo, confundindo azul e branco

Sei eu dinamizar minha mente para ultrapassar este busílis?
Conto causos ou cousas plausíveis?
Mais perguntas?

Vejo agora o ontem ofuscado entre ignorância e ingenuidade
vontade e apatia, julgo que nessa vicissitude continuo aprendendo
perdoando como peça única, meus maus pensamentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário