27 de mar de 2009

About the future


Não fingirei mais ...

Não falarei sobre assuntos que desconheço ou que não me apetecem.

Sim, falarei sobre o que sinto independente dos julgamentos

Sim, abrirei um sorriso, quando estes julgamentos construírem estruturas.

Beijarei a face dos que me amam e não rasgarei as cartas dos que me odeiam

Repetirei versos que me apasiguam a alma, serei sim redundante quando quiser...

Pois sou inconstante em alguns aspectos, troco o dia pela noite e vice versa.

Penso que construo algo bom amando, e ouvindo, talvez até pensando

Lerei os livros bons e os ruins também, até aprender a distingui-los

Continuarei sem entender coisas do universo mas divagarei sobre estas

Ouvirei meu Eddie Vedder, inspirar-me-ei com sua voz e letra e melodia...

Amarei os meus e tentarei mudar o mundo, com as armas que tenho:

Idealismo, esperança e carinho.

4 comentários:

  1. Estranho, doeu sua sinceridade
    mas agora estou trampando
    à noite volto e tento talvez
    me fazer assim tão sincero

    aquele abraço

    ResponderExcluir
  2. O futuro visto sob esse prisma torna-se mais belo.Bonitas palavras. Bj

    ResponderExcluir
  3. "...tentarei mudar o mundo, com as armas que tenho:
    Idealismo, esperança e carinho."

    Estas são as armas que contam, Cristiane.
    Parabéns!
    Beijos

    ResponderExcluir