1 de mar de 2009

Um apagão acolhedor


No céu uma lua pela metade, com brilho ingênuo
Na terra uma multidão com energia, sons atipícos.
Vida com alegria, sensãções passageiras
Deixo um dejavour complementar meu domingo.

Uma multidão cantando ao som de velhas canções
Sorrisos soltos e solitários em meio a escuridão
Só mais um comprimido pra levar a dor

Portas lotadas, água escura e sem reflexos
Um amor ao lado, um amigo perto
Um dia com sol e chuva, calor e vento leve
Idéias vagueiam livremente sem caneta e papel

Um livro que ainda será escrito, parte de uma utopia
Conquistas ainda ásperas que andam um passo adiante
Mais uma luz se acendeu pra iluminar o coral
Vibrantes notas que enfeitaram o dia do meu quintal.

2 comentários:

  1. olá cristiane
    gostei do teu pensamento.
    uma veia poetica tanbem.
    reflexos dum dia cotidiano

    beijos..

    ResponderExcluir
  2. notas musicais maravilindam seus versos!
    adorei...

    ResponderExcluir