13 de mar de 2009

E mais um ano se passou


Quando amigos "lúdicos" revestidos de amor chegam
Parece que o desejo é não acreditar que sejamos verdadeiros
Muitos erros resbalam na ansiedade de acertar e quando vê...
Acerta-se em cheio!
Eles iluminam suas apagadas segundas-feiras e terças.
Contribuem significantemente com o que se constrói em si mesmo
Beneficiam suas inabaláveis estruturas e costuram rasgos antigos
Dam a impressão que outro mundo ainda existirá
Mais um ano pra você irmã. Irmã que achava não mais encontrar
E se num dia desses nos perdermos, numa tarde de setembro,
Sei que achemos jeito de nos encontrar
Pois em nós não existem defeitos, que não sejam os mesmos
Que não sejam relevantes e que não sejam passageiros
Pretensões não nos faltam, crianças também nos rodeiam
Nomes até são os mesmos, criaram-se até laços parentescos.
Parabéns por mais um ano, esse o meu primeiro.

Um comentário: